atitudeautoconhecimentodescobertasfeminino

Sou inteira

posted by Juliana Garcia fevereiro 11, 2016 2 Comments
flores

Inteira. Mesmo com meus vazios e lacunas. Mesmo torta e sem saber. Inteira, em meus passos decididos e nos vacilantes também. Em cada farfalhar do peito, tremor ou lágrima que desce.

Inteira na minha vontade de estar junto e na minha vontade de estar só. Na possibilidade de negar e de dizer sim. No suor que escorre. Nas portas que fecho, nas janelas que abro, nos caminhos em que tropeço. Na estrada longa. No leito confortável. Com toda força e toda delicadeza. No que é leve, no que é profundo. Em cada entrega. No arrepio breve que acompanha o belo que se apresenta.

Sou inteira, nos sonhos que acalento, no meu ritmo próprio, no batom que borra, no cabelo que acorda embolado, nas gargalhadas altas demais, nas companhias que escolho para ter por perto, na minha transparência e na insistência em acreditar.

Sou inteira. Não sou pedaço ou metade. Nada pode me completar, só me transborda.

  • Débora Cordeiro

    Super amando seus textos! Tão fortes e tão delicados ao mesmo tempo. <3

  • http://dasdescobertas.com.br Juliana

    Ah, que coisa boa saber disso, Débora! Navegue por aqui e diga alô mais vezes. Vou gostar de saber o que os textos estão despertando aí.

Textos Relacionados

  • Débora Cordeiro

    Super amando seus textos! Tão fortes e tão delicados ao mesmo tempo. <3

  • http://dasdescobertas.com.br Juliana

    Ah, que coisa boa saber disso, Débora! Navegue por aqui e diga alô mais vezes. Vou gostar de saber o que os textos estão despertando aí.